Sabe Mais

Fernando Pessoa Redescoberto

Posted on: 18/07/2012


      Um grupo de investigadores estrangeiros encontrou um espólio de inéditos de Fernando Pessoa que vão desde a crítica ao salazarismo à prosa desconhecida de Álvaro de Campos, passando pelas milhares de folhas escritas e religiosamente guardadas na Biblioteca Nacional.

      Jerónimo Pizarro nasceu na Colômbia e vive hoje em Portugal por causa de Fernando Pessoa. Numa sala da Biblioteca Nacional perante papéis em tom amarelo, escritos a lápis, caneta ou dactilografados, rodeado pelo espólio do escritor, o investigador revela que havia afinal mais do que uma arca onde o poeta depositava os seus escritos.

      “Há muito, muito material, é uma fonte de trabalho para 40, 50 anos”, diz o professor da Universidade dos Andes, titular da Cátedra de Estudos Portugueses do Instituto Camões na Colômbia, e acrescenta: “É difícil esgotar a riqueza deste espólio. Há em todos os géneros, poesia, prosa… O plano é resgatar e reeditar o capital editorial da Ática, a primeira editora de Fernando Pessoa”, conta Jerónimo Pizarro, que acaba de coordenar com o italiano António Cardiello a publicação do inédito “Prosa de Álvaro de Campos”.

      “O plano que temos é continuar a publicar o que Pessoa escreveu nos últimos cinco anos de vida. Isso significa dar a conhecer o muito que escreveu sobre esoterismo”, exemplifica.

      Mas há mais: “Temos muitos textos de índole política, muito, muito crítico da ditadura, do salazarismo, e que temos ainda que conhecer muito melhor os textos sociológicos e políticos de Fernando Pessoa entre 1930 a 1935”.

      Depois de já ter contribuído com oito volumes para a melhor compreensão da obra de Fernando Pessoa, Jerónimo Pizarro trabalha agora na edição de novos inéditos.

      O espólio é uma espécie de puzzle do qual é preciso juntar as peças e, neste labirinto de criação, Pessoa nem sempre facilitou a vida a quem o estuda, conta Jerónimo Pizarro, que explica que o desafio a quem hoje estuda a obra não se coloca apenas em descobrir qual dos heterónimos está a escrever, mas também em decifrar a letra.

      Guardado em mais de uma centena de caixas, o espólio de Fernando Pessoa está desde 2010 digitalizado e acessível, parcialmente, por Internet através do sítio da Biblioteca Nacional.

      Hoje, esta ferramenta de trabalho, facilita a investigação, até porque no imenso espólio há folhas onde há ao mesmo tempo um aforismo de Álvaro de Campos ou um verso do Livro do Desassossego. Percorrer este mundo de Pessoa é um trabalho de detective, já que escrevia em qualquer papel e em três línguas diferentes.

      Jerónimo Pizarro teve a ajuda de outros pessoanos no trabalho de digitalização da biblioteca de Fernando Pessoa. Ao seu lado teve o argentino de ascendência italiana Patrício Ferreno; o italiano António Cardiello e a canadiana Pauly Bothe, filha de um pai alemão e uma mãe irlandesa que trocou a vida no México por Portugal, há cinco anos, depois de ter aberto um livro de Fernando Pessoa.

      O olhar de Pessoa cegou o italiano António Cardiello, que se cruzou com o poeta através das traduções de António Tabucchi e ganhou um novo amor. Está há oito anos em Portugal.

      Há seis está Patrício Ferrero, que deu os primeiros passos no português através de Pessoa. Este pessoano diz ser mais fácil aprender uma língua do que entender o mundo de Fernando Pessoa.

      Jerónimo, António, Pauly e Patrício juntam-se a outros nomes como o colombiano Jorge Uribe ou o americano Richard Zenith. Estrangeiros que são agora também portugueses por causa de Fernando Pessoa; o autor que não se esgota.

      A imagem abaixo reproduz o quadro pintado por Almada Negreiros (1893-1970) denominado: “Fernando Pessoa Lendo Orpheu”, pintado em 1954 para um restaurante lisboeta e hoje exposto na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. O quadro representa Fernando Pessoa, tomando café e em cima da mesa está o segundo número da revista Orpheu criada em 1915 por Fernando Pessoa, Mário de Sá Carneiro, Luís de Montalvor e Almada Negreiros.


Etiquetas:

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Calendário

Visitantes já contados:

  • 75,312

Contacto por email:

infodiasms@gmail.com

O objectivo deste sítio é:

SabeMais no Twitter

[ Vota aqui sobre o conteúdo deste blogue e vê os resultados atuais ]

Facebook SabeMais e Info-Dia Sms

%d bloggers like this: