Sabe Mais

Archive for Fevereiro 2012

      Esta tarde, cerca de 70 mil estudantes manifestaram-se em Barcelona (Espanha) contra os cortes na educação e alguns grupos entraram em confronto com as forças policiais.

      Um grupo que se destacou da manifestação, que decorria pacífica, terá começado a lançar pedras e outros objetos, quebrando a janela de um banco, seguindo-se incêndios em contentores de lixo, tendo um deles se propagado a um veículo estacionado.

      Os agentes anti-motim carregaram sobre estes grupos em frente ao edifício da bolsa de Barcelona. Várias pessoas foram detidas.

      Alguns estudantes em fuga conseguiram refugiar-se no campus da Universidade de Barcelona, entre uns edifícios universitários. Dizem que a polícia usou bastões para bater nos manifestantes e disparou balas de borracha.

      “Não esperávamos este grau de repressão” afirmou Pau Bronsoms, estudante de 22 anos. “Ninguém partiu nada até eles carregarem”, acrescentou.

      A manifestação estudantil tentou depois invadir o Congresso Mundial de Comunicações Móveis que decorre esta semana em Barcelona, mas esbarrou num forte cordão policial.

      Num outro incidente, alguns alunos entraram no edifício da estação de rádio Cadena SER tendo lido um comunicado reivindicativo aos microfones do canal.

      Alunos e funcionários da Universidade Autónoma já tinham, ao início da manhã, realizado cortes em autoestradas e vias-férreas.

      A jornada nacional de protesto estudantil decorreu também nas cidades de Madrid e de Valência, nestas não se tendo registado incidentes.

      Espanha regista fortes cortes orçamentais em todas as áreas como medidas de austeridade. A taxa de desemprego no país está quase nos 23% e afeta sobretudo os jovens, faixa etária onde o desemprego atinge os 50%.

Anúncios

      O espaço está a precisar de uma limpeza geral e profunda, tal como uma casa, e o espaço está mesmo necessitado já que há muitos anos que a intensa exploração espacial deixa lixo na órbita terrestre.

      O Centro Espacial Suíço na Escola Politécnica Federal de Lausanne encontra-se a desenvolver satélites cuja função vai ser recolher e eliminar fragmentos de naves, satélites e afins que estão presos na órbita do nosso planeta e são considerados lixo espacial.

      “CleanSpace One” é o nome do satélite cuja missão vai ser limpar o lixo espacial que orbita o nosso planeta. Este elemento de limpeza faz muita falta no espaço para limpar cerca de 16 mil objetos com um diâmetro superior a 10 centímetros e centenas de milhões de partículas mais pequenas.

      O plano é lançar um satélite que faça o papel de aspirador e que sugue os fragmentos orbitais de lixo. Estão a ser considerados dois modelos, um que recolhe o lixo e vem para Terra, queimando os detritos na atmosfera, e outro que incendeia os detritos no espaço e continua depois, em orbita, a operação de limpeza.

      Depois de produzidos, os sistemas de limpeza deverão ser vendidos às agências espaciais que os colocarão em uso. Nos próximos três anos deverá ser colocado em órbita o primeiro satélite de limpeza.

Etiquetas: ,

      Como podes ver na imagem abaixo, a polícia serve para defender os cidadãos e manter na ordem os criminosos selváticos como aquela criança que estava a por em risco a vida do agente e, quiçá, das demais pessoas, e, por tal motivo, o polícia, optou por lhe disparar o gás pimenta, a fim de a acalmar e eliminar o perigo iminente que a criança representava.

Etiquetas:

      Num dia assim como o de hoje mas do ano de 1936 (há 76 anos) Adof Hitler anunciava o lançamento de um veículo de nome “Volkswagen” (Volks + Wagen = Povo + Carro = “carro do povo”).

      Hitler tinha intenção de fabricar um veículo que fosse acessível ao trabalhador comum, tendo previsto até um plano de poupança para a aquisição do automóvel.

      No anúncio da época (imagem abaixo) do consórcio “Força pela Alegria” propunha-se que o interessado na compra pagasse 5 marcos (cerca de 2 Euros) semanais até integral pagamento então recebendo o veículo. 175 mil alemães aderiram de imediato ao plano, mesmo sem saberem quando receberiam o automóvel.

      Até ao fim da 2ª Guerra (9 anos depois) haviam sido produzidos apenas 640 carochas e nenhum deles chegou às mãos dos que aderiram ao plano poupança, todos foram distribuídos pela elite do partido Nazi, não tendo havido nenhum trabalhador que recebesse a viatura, pese embora os pagamentos efetuados.

      Os ditadores pensam sempre no bem-estar do povo e este, feliz e cego, adora o ditador.

      Hoje a Volkswagen já não é o nome de um automóvel mas a marca de muitos veículos e até de um grupo onde se incluem outras marcas, como: Audi, Bentley, Bugatti, Lamborghini, Seat e Skoda.

Etiquetas:

      Num dia como o de hoje mas do ano de 1836 (há 176 anos) foi patenteado o primeiro revolver, pelo norte-americano Samuel Colt.

      O revólver de Colt foi revolucionário na sua época pelo facto de ser de fácil manuseio e recarregamento e bem mais barato que as demais armas suas contemporâneas.

      Hoje continua a ser a arma mais interessante para se usar de forma discreta e ainda a mais indicada para disparos corajosos à queima-roupa.

      É com a utilização destas armas que se distingue o verdadeiro e determinado revolucionário daquele que, à distância, dispara qualquer outro tipo de armas ou coloca artefactos explosivos para posterior detonação.

      A polícia da Coreia do Sul acaba de deter um religioso, um padre cristão e a sua mulher, pela morte dos seus três filhos, sendo acusados de os chicotearem e os deixarem passar fome com o propósito de lhes retirarem demónios.

      Este casal muito religioso tinha uma filha de 10 anos e dois filhos de 8 e 5 anos, os três encontrados mortos em casa, na localidade de Boseong, no sul do país.

      O casal disse aos investigadores que pararam de alimentar as crianças e começaram a bater-lhes com um cinto e com um mata-moscas para as exorcizarem de espíritos demoníacos.

      O homem era pastor da congregação protestante da Igreja Hyungjae e citou um provérbio bíblico: «Não negues disciplina a uma criança».

Etiquetas: , ,

      “Admito que a revolução seja uma utopia, mas no meu dia a dia procuro comportar-me como se ela fosse tangível. Continuo a pensar que devemos lutar onde exista opressão seja a que nível for.”

      José Afonso, também conhecido por Zeca Afonso (1929-1987)

      Faz hoje 25 anos que morreu o icónico José Afonso, cuja música e palavras continuam afinal tão atuais.

      Os tributos e homenagens multiplicam-se em várias cidades do país e o cantautor vive ainda na memória de muitos.

      A seguir estão algumas imagens e, pese embora a grande dificuldade na escolha de uma música para aqui colocar, propositadamente fugindo às mais conhecidas como o hino à liberdade “Grândola”, escolheu-se, após grande dificuldade, de toda a sua produção, a canção “A Morte Saiu à Rua”. Esta canção que podes ouvir cantada pelo próprio Zeca no vídeo abaixo, foi dedicada ao artista plástico (o Pintor na canção) José Dias Coelho, que, para além de artista, era um militante político antifascista e que a polícia política do Estado fascista (PIDE) matou em 1961.

A morte saiu à rua num dia assim


Calendário

Fevereiro 2012
S T Q Q S S D
« Jan   Mar »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829  

Visitantes já contados:

  • 82,829

Contacto por email:

infodiasms@gmail.com

O objectivo deste sítio é:

SabeMais no Twitter

[ Vota aqui sobre o conteúdo deste blogue e vê os resultados atuais ]

Facebook SabeMais e Info-Dia Sms

%d bloggers like this: